PDT impõe nova derrota a Clemenceau Alves no TER-RN

Após denuncia do Diretório Municipal do PDT de Angicos/RN alegando propaganda política extemporânea do ex-prefeito cassado Clemenceau Alves (PMDB) cometida em programa jornalístico na rádio comunitária Cabugi Central FM 104,9, o Ministério Público através de sua promotora entrou com ação junto a Justiça Eleitoral.

 

Qual o resultado? O juiz eleitoral da 18ª Zona Eleitoral, Luciano dos Santos Mendes, deu ganho de causa para o MP. Um detalhe: fixou a multa em R$ 10 mil. Ponto final na história? Não. O ex-prefeito cassado Clemenceau Alves não se deu por vencido e recorreu da decisão junto ao TER-RN pedindo a extinção do processo.

 

No TER-RN o julgamento se deu nesta quinta-feira (19/julho). O resultado? Nova derrota. Após perceber que a derrota era inevitável na corte eleitoral a assessoria jurídica passou a solicitar a redução da multa a ser paga. A partir daí um novo debate se deu. No rolll de discursos da cote a defesa do ex-prefeito apelou, mas apelou mesmo.

 

A defesa do ex-prefeito falou que o MP não entregou a ele a cópia da gravação onde o próprio prefeito falava que era candidato. Talvez o ex-prefeito tenha problemas de memória, não se lembrou daquilo que falava na rádio?

 

Bem… Digamos que a amnésia do ex-prefeito seja verdadeira, afinal de contas ninguém pode duvidar ou dizer o contrário já que é uma alegação justa: ninguém além dele mesmo sabe se o mesmo lembra ou não das falas.  A questão é: Clemenceau Alves tem livre trâmite na Rádio Comunitária Cabugi Central FM 104,9 onde alguns do município até afirmam que a rádio é de sua propriedade. O certo é que por 4 x 3 a corte do TER-RN decidiu: vai manter a multa no valor de R$ 10 mil.

 

Francisco Monteiro Neto, presidente do Diretório do PDT de Angicos, comentou o acontecido. “Este era o resultado esperado, não poderia ser de forma diferente. Este é um recado não para o ex-prefeito, mas para o cidadão e as instituições democráticas da necessidade de mantermos vigilantes para exercermos nossa cidadania. O homem simples e comum não pode ficar alheio da política nem ser um mero expectador do processo político”, falou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s