José Agripino fala em aliança do DEM com o PSB em 2014

O presidente nacional do DEM, José Agripino Maia, disse que, após “sobreviver e crescer”, o partido está aberto a alianças com o PSB e o PSDB para a eleição de 2014. Em entrevista à Folha, em Salvador (BA), Maia afirmou que, na sua avaliação, os resultados das urnas neste ano mostram “um quadro pluripartidário, onde os grandes partidos ganham por igual” nas principais capitais.

 

A campanha de 2012, disse, refletirá na composição partidária em 2014. “Eu não acredito que a atual base política do governo se sustente, pelos conflitos em Fortaleza, Recife, Belo Horizonte, e, em Salvador, onde o PMDB é nosso aliado”, afirmou.

 

“Haverá na próxima eleição a perspectiva de novas alianças em torno de partidos que, se não são inimigos, também não são adversários irreconciliáveis”, declarou. Nesse cenário, disse Maia, “é impossível para o DEM uma aliança com o PT, mas com o PSB, com o PSDB, evidentemente que sim”.

 

Em Fortaleza, Recife e Belo Horizonte, o PSB rompeu a aliança com o PT. A cúpula petista viu na decisão um aceno de que os socialistas pretendem disputar a Presidência com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

 

Sobre o futuro do DEM, o dirigente negou a possibilidade de extinção ou fusão do partido, após a eleição. “Se falamos em crescimento, é blasfêmia falar em fusão, seja com quem for”, declarou. “A nossa luta para sobreviver já foi ganha no passado. Por que iríamos compor agora com um partido qualquer?”, questionou o democrata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s