Em processo por danos morais Clemenceau Alves e réus não chegam a conciliação

Nesta segunda-feira (15) houve a primeira audiência de conciliação no Juizado Especial do processo civil por danos morais aberto pelo ex-prefeito Clemenceau Alves do PMDB contra os professores Modesto Neto, Rildete Medeiros e o acadêmico Neto Monteiro. Os três em setembro de 2012 compartilharam uma iconografia no site de relacionamentos Facebook e o ex-prefeito sentindo-se ofendido acionou a justiça.

 

As partes envolvidas não chegaram a um denominador comum nesta segunda-feira (15) e embora um pedido de retratação pudesse ser negociado para pôr fim ao processo com uma conciliação, o ex-prefeito optou pela continuação do processo e conseqüentemente o julgamento. Na petição ajuizada contra os três angicanos, Clemenceau Alves reivindica uma indenização de R$ 13 mil de cada um dos réus.

 

A advogada Sayonara Damasceno que representa os três réus encaminhará a peça de defesa em até dez dias e após a treplica da advogada do ex-prefeito, o processo estará apto a ser julgado pelo juiz.

Anúncios

Um comentário sobre “Em processo por danos morais Clemenceau Alves e réus não chegam a conciliação

  1. Algumas pessoas pensam que Democracia, que também denegrir a imagem de seu semelhante… Que cada um sinta-se no lugar do ofendido! Esse é o melhor remédio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s