Comissão de Ética requisita explicações de Afif

Imagem 

Onze dias depois de ter sido nomeado como 39º ministro de Dilma Rousseff, o ex-rival do petismo Guilherme Afif Domingo (PSD), vice-governador de São Paulo, tornou-se destinatário de um ofício da Comissão de Ética da Presidência da República. Signatário do documento, o presidente da comissão, Américo Lacombe, explicou do que se trata:

 

“Mandamos um ofício para que explique, em primeiro lugar, se renunciou aos vencimentos de um dos cargos. Eu sei que renunciou, mas quero por escrito se mantém o gabinete de vice-governador e se abriu mão das prerrogativas decorrentes deste cargo. E, em segundo, o que ele faria ou fará se houver vacância do cargo do governador, se ele assume ou não assume.”

 

Na política, certos personagens são revelados pela natureza das dúvidas que inspiram. Quem observa de longe fica tentado a perguntar aos seus botões: Já pensaram que Brasil magnífico seria o Brasil se, de repente, por milagre, Brasília fosse varrida por uma epidemia de ridículo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s